Festas

Concurso elege a 'Beleza Negra' de Cornélio Procópio

Evelin Maria Silva foi a ganhadora

01/12/2017 às 14:26:40

"A cultura afro é muito rica, assim como todas as raças, tem sua beleza, sua contribuição, e devem ser valorizadas e tratadas igualmente" FOTO Evelin e J. Campos que foi jurado do evento

Foi realizado em Cornélio Procópio a Semana da Consciência Negra, com palestras, apresentações culturais e debates, promovido pelo Movimento Negro da cidade. Na quinta-feira (23) ocorreu o Prêmio Beleza Negra, elegendo a jovem Evelin Maria Dias Borges da Silva, de 21 anos. Os desfiles valorizaram vestimenta e caracterização que ressaltavam a cultura afrodescendente.

 
 Natural de Cornélio Procópio, Evelin mora com a mãe e duas irmãs no Jardim Figueira e sonha em fazer nutrição. Dona de belas curvas estruturadas em 1,74 m de altura e 63 kg, ela conta que trabalha como modelo desde os 14 anos, já tendo vencido outros concursos, como o Garota Jovem Pan – Londrina, em 2016.


Em um Estado onde 30% da população se declara parda ou negra, a jovem ressalta que prêmios como o "Beleza Negra" são importantes para aumentar a autoestima dos negros da região. "Temos que promover mais atos como esse para dar autoestima a esses jovens e mostrar que eles são belos sim. Com frequência eu ouço frases como: ‘o seu cabelo é ruim, mas você é bonita’, ou ‘você é negra, mas é bonita’. Infelizmente é muito comum, nossa sociedade ainda tem muito a evoluir."

O evento foi acompanhado por mais de 400 pessoas no Clube Operário e teve 175 inscritos. Foram eleitos representantes de diversas categorias, entre 6 anos e acima de 25 anos.


EVENTO


Foi a 5ª Semana da Consciência Negra promovida em Cornélio Procópio, com palestras, atividades voltadas à saúde, apresentações culturais, entre outras atividades. Conforme o presidente da Associação dos Negros Procopenses, Ivaí Lopes Barroso, houve debates sobre a não aprovação do feriado do Dia da Consciência Negra (20 de novembro) pela Câmara de Vereadores. O Legislativo determinou que se a data coincidir com dia útil, o feriado será transferido para o primeiro domingo subsequente.

"Esses eventos são importantes para mostrar que os negros existem, e estamos lutando pelos nossos direitos civis, combatendo o racismo e preconceito. Querem ligar o negro a coisas ruins. Temos que mostrar a riqueza da nossa cultura, a valorização do nosso povo, o tamanho da nossa contribuição ao país, para que possamos, um dia, viver em comunhão", justificou.

O Movimento Negro da cidade possui uma sede no Jardim Bandeirantes, bem como páginas nas redes sociais, promovendo encontros quinzenais, com ciclos de leitura, eventos e debates de assuntos ligados ao tema.

FOTO - Toni Zaneti - Informaçoes Folha de Londrina



Envie seu comentário